Notificações Amigos pendentes
      Guitarra e Violão Contrabaixo

      Escalas Musicais (Parte 2) - Menores e Simétricas

      Por: deniswarren | Categoria: Guitarra e Violão, Teoria 30254 exibições Dificuldade Avançado

      Olá pessoal do Guitar Battle,

      Essa aula é a continuação do texto “Escalas Musicais (Parte 1) – Definição”, onde veremos as escalas menores harmônica e melódica, as pentatônicas m6 e M7, a escala diminuta, domdim, tons inteiros, aumentada e outras simétricas.

      Escala Menor Harmônica (7 notas) – historicamente o início da consolidação da idéia de tonalidade começou com a aceitação do trítono (intervalo de 3 tons) dentro do acorde dominante (quinto grau do campo harmônico) e a sua resolução no primeiro grau, criando assim o ciclo tonal.

      No campo harmônico menor o quinto grau é um acorde do tipo Tm7, sem trítono. Como forma de criar uma tonalidade menor com estrutura e força proxima a tonalidade maior, mudou-se o quinto grau do campo harmônico menor para um acorde com trítono do tipo T7.

      Exemplo:

      Escala de Dó menor – C D Eb F G Ab Bb C

      Dó menor (acordes do campo harmônico)-> Cm7 | Dm7(b5) | Eb7M | Fm7 | Gm7 | Ab7M | Bb7

      Alterando o quinto grau:

      Dó menor tonal-> Cm7 | Dm7(b5) | Eb7M | Fm7 | G7 | Ab7M | Bb7

      O acorde de Gm7 (G Bb D F) passou a ser G7 (G B D F) e essa alteração também passou a ser usada na escala menor natural, agora chamada de escala menor harmônica.

      C menor harmônica – C D Eb F G Ab B C

      Analisando a distância entre as notas da Escala Menor Harmônica tiramos a sua fórmula…

      Modos da Menor Harmônica – da mesma forma que temos inversões da escala maior essa possibilidade também é aplicada para a escala menor harmônica.

      Aeólio 7M – é o formato sem inversão, possui as mesmas notas da escala menor harmônica na mesma ordem.

      Exemplo: C Aeólio 7M = Cm Harmônica-> C D Eb F G Ab B C

      Para determinar as notas de qualquer outra escala Aeólia 7M (menor harmônica) basta respeitar a distância de tons da fórmula acima, por exemplo:

      Quais as notas de Mi Aeólio 7M, ou Mi menor harmônica?

      • A primeira nota será Mi
      • A segunda nota será Mi + 1 tom, ou seja, nota Fá#.
      • A terceira nota será Fá# + ½ tom, ou seja, nota Sol.
      • A quarta nota será Sol + 1 tom, ou seja, nota .
      • A quinta nota será Lá + 1 tom, ou seja, nota Si.
      • A sexta nota será Si + ½ tom, ou seja, nota .
      • A sétima nota será Dó + 1 ½ tom, ou seja, nota Ré#.

      E finalmente a nota Ré# + ½ tom retorna para a nota Mi. Então a escala de E menor harmônica tem as notas: E F# G A B C D#.

      Lócrio 6M – é a escala menor harmônica começando na segunda nota.

      Exemplo: D Lócrio 6M-> D Eb F G Ab B C D

      Para determinar as notas de qualquer outra escala Lócria 6M (primeira inversão da menor harmônica) basta respeitar a distância de tons da fórmula acima, por exemplo:

      Quais as notas de Fá Lócrio 6M?

      • A primeira nota será
      • A segunda nota será Fá + ½ tom, ou seja, nota Solb.
      • A terceira nota será Solb + 1 tom, ou seja, nota Láb.
      • A quarta nota será Láb + 1 tom, ou seja, nota Sib.
      • A quinta nota será Sib + ½ tom, ou seja, nota Dób.
      • A sexta nota será Dób + 1 ½ tom, ou seja, nota .
      • A sétima nota será Ré + ½ tom, ou seja, nota Mib.

      E finalmente a nota Mib + 1 tom retorna para a nota . Então a escala de F Lócrio 6M tem as notas: F Gb Ab Bb Cb D Eb.

      Jônico #5 – é a escala menor harmônica começando na terceira nota.

      Exemplo: Eb Jônico #5-> Eb F G Ab B C D Eb

      Dórico #4 – é a escala menor harmônica começando na quarta nota.

      Exemplo: F Dórico #4-> F G Ab B C D Eb F

      Mixolídio b9 b13 ou Frígio 3M – é a escala menor harmônica começando na quinta nota.

      Exemplo: G Mixolídio b9 b13-> G Ab B C D Eb F G

      Lídio #9 – é a escala menor harmônica começando na sexta nota.

      Exemplo: Ab Lídio #9-> Ab B C D Eb F G Ab

      Diminuta Harmônica – é a escala menor harmônica começando na sétima nota.

      Exemplo: B Diminuta Harmônica-> B C D Eb F G Ab B

      Outros formatos, clique em cima para ampliar:

      CAGED 1 e CAGED 2 – 5 desenhos em 5 regiões no braço da guitarra, cada um é construído em torno do formato de um acorde. O Shape 1 em torno do acorde de C, o shape 2 em torno do acorde de A, shape 3 em G, shape 4 em E e shape 5 em D (CAGED). Algumas notas se encontram entre parênteses e oferecem uma alternativa para o desenho.

      Simétrico 3 X 3 – é a escala menor harmônica com 6 notas, omite-se em cada shape um dos graus (notas). No shape 1 retira-se a sétima da escala, no shape 2 retira-se a Tônica, no shape 3 a segunda, no shape 4 a terça e assim por diante.

      Simétrico 3 X 4 e Simétrico 4 X 3 – a escala completa tocada a cada 2 cordas, repetindo o padrão nas oitavas seguintes. Geralmente repete-se o dedo mínimo nos padrões ascendentes (das cordas graves para as agudas) e o indicador nos descendentes (das cordas agudas para as graves).

       

      CAGED 1

      CAGED 2

      3 X 3

      3 X 4

      4 X 3

      Escala Menor Melódica (7 notas) – como forma de tentar aproximar a tonalidade menor da tonalidade maior criou-se a escala menor melódica que possui as mesmas notas da diatônica (maior) com uma terça menor.

      Exemplo:

      Dó maior – C D E F G A B C

      Dó menor melódica – C D Eb F G A B C

      Pode também ser vista como a escala menor natural com a alteração ½ tom acima da sexta e sétima notas.

      Dó menor natural – C D Eb F G Ab Bb C

      Dó menor melódica – C D Eb F G A B C

      Analisando a distância entre as notas da Escala Menor Melódica tiramos a sua fórmula…

      Modos da Menor Melódica:

      Aeólio 6M 7M – é o formato sem inversão, possui as mesmas notas da escala menor melódica na mesma ordem.

      Exemplo: C Aeólio 6M 7M = Cm Melódica-> C D Eb F G A B C

      Dórico b9 ou Frígio 6M – é a escala menor melódica começando na segunda nota.

      Exemplo: D Dórico b9-> D Eb F G A B C D

      Lídio #5 – é a escala menor melódica começando na terceira nota.

      Exemplo: Eb Lídio #5-> Eb F G A B C D Eb

      Mixolídio #4 ou Lídio b7 – é a escala menor melódica começando na quarta nota. Essa escala também pode ser chamada de “Overtone”.

      Exemplo: F Mixolídio #4-> F G A B C D Eb F

      Mixolídio b13 – é a escala menor melódica começando na quinta nota.

      Exemplo: G Mixolídio b13-> G A B C D Eb F G

      Lócrio 9M – é a escala menor melódica começando na sexta nota.

      Exemplo: A Lócrio 9M-> A B C D Eb F G A

      Alterada – é a escala menor melódica começando na sétima nota. Também pode ser chamada de “Superlócrio”, ou de Diminished-Whole Tone, pois sua primeira metade parece a escala diminuta (ou DomDim) com ½ 1 ½ 1 e a segunda metade parece a escala de tons inteiros com 1 1 1 1.

      Exemplo: B Alterada-> B C D Eb F G A B

      Existem muitas maneiras de chegar nas notas que formam a escala alterada, observe:

      1 – Escala alterada de C# -> C# D E F G A B C#

      Essa escala é idêntica a escala maior de Dó (C D E F G A B C), onde a tônica (C) subiu ½ tom (C#).

      2 – Escala alterada de C -> C Db Eb Fb Gb Ab Bb C

      É idêntica a escala maior de Dó (C D E F G A B C), onde todos os graus com excessão da tônica cairam ½ tom.

      3 – Através do acorde alterado (T7 com combinações de b5, #5, b9, #9).

      C#7alt será C#7 (C# E#=F B) com as alterações b5 (G), #5 (G =A), b9 (D) e #9 (D =E).

      Somando as notas do acorde com as alterações temos…

      T + b9 + #9 + Terça + b5 + #5 + Sétima -> C# + D + E + F + G + A + B = C escala alterada.

      Outros formatos, clique em cima para ampliar:

      CAGED 1 e CAGED 2 – 5 desenhos em 5 regiões no braço da guitarra, cada um é construído em torno do formato de um acorde. O Shape 1 em torno do acorde de C, o shape 2 em torno do acorde de A, shape 3 em G, shape 4 em E e shape 5 em D (CAGED).

      Simétrico 3 X 3 – é a escala menor melódica com 6 notas, omite-se em cada shape um dos graus (notas). No shape 1 retira-se a sétima da escala, no shape 2 retira-se a Tônica, no shape 3 a segunda, no shape 4 a terça e assim por diante.

      Simétrico 3 X 4 e Simétrico 4 X 3 – a escala completa tocada a cada 2 cordas, repetindo o padrão nas oitavas seguintes. Geralmente repete-se o dedo mínimo nos padrões ascendentes (das cordas graves para as agudas) e o indicador nos descendentes (das cordas agudas para as graves).

      CAGED 1

      CAGED 2

      3 X 3

      3 X 4

      4 X 3

       

      Escala Pentatônica m6 (5 notas) – variação modal da pentatônica m7, entrega a intenção dórica e se popularizou bastante no Blues e seus derivados como o rock. Possui as mesmas notas da penta m7 trocando a sétima menor por uma sexta maior.

      Exemplo:

      Penta de Cm7 – C Eb F G Bb

      Penta de Cm6 – C Eb F G A

      Outros formatos, clique em cima para ampliar:

      2 X 3

      3 X 2

      1 X 3

      3 X 1

      2 X 4

      4 X 2

      3 X 3

       

      Escala Pentatônica M7 (5 notas) – tem característica modal, o Mixolídio, também usada no Blues, rock e músicas regionais. Possui as mesmas notas da penta m7 trocando a terça menor por uma terça maior.

      Exemplo:

      Penta de Cm7 – C Eb F G Bb

      Penta de C7 – C E F G Bb

      Outros formatos, clique em cima para ampliar:

      2 X 3

      3 X 2

      1 X 3

      3 X 1

      2 X 4

      4 X 2

      3 X 3

       

      Escala Diminuta (8 notas) – tem formação simétrica e vem da sobreposição de dois acordes diminutos.

      Co (C Eb Gb Bbb) + Do (D F Ab B) = C D Eb F Gb Ab Bbb B C

      Pode ser visto também como a soma do acorde diminuto com suas aproximações cromáticas.

      Co (C Eb Gb Bbb)

      B-> C | D-> Eb | F-> Gb | Ab-> Bbb

      Ou ainda como uma escala originada da possibilidade simétrica TOM + SEMITOM.

      Na prática só existem 3 escalas diminutas pois a quarta escala será igual a primeira, a quinta será igual a segunda e assim por diante:

      Escala de Cdim = Escala de Ebdim = Escala de Gbdim = Escala de Adim

      Escala de C#dim = Escala de Edim = Escala de Gdim = Escala de Bbdim

      Escala de Ddim = Escala de Fdim = Escala de Abdim = Escala de Bdim

      Uma variação da escala diminuta é conhecida como Dominante-Diminuta (8 notas), ou DomDim. Na prática é a mesma escala na primeira inversão, ou SEMITOM + TOM. Seu uso está mais associado a sua aplicação do que necessariamente a sonoridade que fornece. De forma geral usamos a escala diminuta na tônica do acorde diminuto e a escala DomDim na tônica do acorde dominante (T7). É possível também pensar de outra forma usando a escala diminuta na tônica do acorde diminuto e meio tom acima da tônica do acorde dominante. Ou usar a DomDim na tônica do acorde dominante e meio tom abaixo da tônica do acorde diminuto. Qualquer das opções acaba gerando o mesmo resultado.

      DomDim:

      Exemplo:

      CDim – C D Eb F Gb Ab Bbb B C

      BDomDim – B C D Eb F Gb Ab Bbb B

      CDim = BDomDim

      Aplicação:

      Acorde diminuto – Co – Usa-se a escala de CDim ou BDomDim

      Acorde dominante – B7 – Usa-se a escala de BDomDim ou Cdim

      Escala de Tons Inteiros (Hexafônica – 6 notas) – também é da categoria das escalas simétricas onde a distância entre as notas da sua estrutura é sempre 1 TOM.

      Na prática só existem 2 escalas de tons inteiros pois elas se repetem a cada 1 TOM:

      C tons inteiros (TI) = DTI = ETI = F#TI = G#TI = BbTI

      C# tons inteiros (TI) = D#TI = FTI = GTI = ATI = BTI

      Escala Aumentada (6 notas) – escala simétrica originada da aproximação cromática das notas do acorde aumentado.

      Exemplo:

      C(#5) – C E G#

      Aproximações:

      B-> C | D#-> E | G-> G#

      C Aumentada – C Eb E G G# B

      Na prática essa escala entrega 2 terças (menor e maior), 2 quintas (justa e aumentada) e uma sétima maior.

      Existem apenas 4 escalas aumentadas pois…

      Caum = Eaum = G#aum

      Dbaum = Faum = Aaum

      Daum = F#aum = A#aum

      Ebaum = Gaum = Baum

      Outras variações de escalas existem e são utilizadas, como as pentatônicas modais ou outros tipos de simetria, observe na tabela abaixo o resumo dessas fórmulas:

      Simétrica 124:

      Simétrica 134:

      Para conhecer os desenhos das demais escalas visite no meu site a “Biblioteca dos Shapes de Escala”.

      Por hoje é isso pessoal, fiquem com uma música do meu CD, “DEEP”:

      Não esqueçam de visitar o meu site.

      deniswarren Florianópolis / SC | 20 músicas | 1091 batalhas | 26 lições
      Toco guitarra e violão a 25 anos e atuo profissionalmente a 20 anos. Toquei em bandas de vários ...leia mais »
      Estudei essa lição 1 estudou essa lição

      Comentários (1)

      Comentar
      Responder Cancelar

      Outras Lições

      Tenha aula com os melhores

      Buscar