Guitarra e Violão Contrabaixo

Estudo de salto de cordas (string skipping)

Por: brunopalma | Categoria: Guitarra e Violão, Técnica 11442 exibições Dificuldade Intermediário

Olá, pessoal do Guitar Battle!

Bem-vindos a mais uma aula e espero que aproveitem bastante!

Pular de corda é um método de obtenção de  som na guitarra que é diferente dos riff’s mais tradicionais. Em estilos mais tradicionais, o guitarrista – muitas vezes – toca várias notas em uma corda e em seguida, passa para a outra adjacente; improvisando sobre o braço do instrumento em um uma melodia mais linear. No salto de cordas (string skipping), uma corda (string) é muitas vezes ignorada durante o riff. Essencialmente esta técnica é utilizada para introduzir intervalos maiores do que normalmente são comuns em melodias de guitarra, criando assim o interesse melódico.

O salto de cordas (string skipping)  é um recurso muito utilizado pelos guitarrista, pois permite conseguir sons mais agudos e graves em uma determinada frase, além disso, em alguns casos, pode até facilitar a localização de determinadas notas. Essa técnica pode contribuir muito para o desenvolvimento e evolução na técnica da palhetada alternada, dos ligados, dos arpejos e outras.

A técnica consiste em tocar as cordas da guitarra sem um padrão de deslocamento e sem a necessidade de tocar sempre em cordas vizinhas.Vale lembrar que o salto de corda tem diversas possibilidades de aplicação. Portanto, esta aula não é um ponto final no assunto e sim um estímulo para que você estudante do instrumento ou curioso sobre técnicas de guitarra possa buscar se aprofundar neste assunto. Recomendo muito a conhecerem guitarristas adeptos do uso do salto de cordas como  Paul Gilbert  e Eric Johnson.

Exemplo 1:

No primeiro exemplo temos um exercício bastante comum para nós guitarristas (1-2-3-4), que é o cromatico. Porém, neste caso, ele está aliado a técnica de pularmos uma corda adjacente.

 

Exercício cromático com salto de cordas

Exercício cromático com salto de cordas


Exemplo 2:

Neste segundo exemplo apresentamos o uso do salto de cordas em uma escala, que neste caso é a pentatônica de Am. Observe atentamente os detalhes no momento de descer e subir no braço e a diferença de quando estudamos a escala da forma convencional (sem saltar cordas).

Escala pentatônica de Am com salto de cordas

Escala pentatônica de Am com salto de cordas

Exemplo 3:

Neste exemplo apresentamos mais um desenho de escala conhecido, o G jônio.  Desta vez, não palhetaremos, mas, utilizaremos o hammer-on pra executá-la e também saltando nas cordas.

Hammer-on com salto de cordas

Hammer-on com salto de cordas

Exemplo 4:

No último exemplo temos o salto de cordas apresentado com a técnica de tapping. Nesta abordagem, a sonoridade que pode ser obitda é fascinante, procure executar o tapping bem limpo e com nitidez a nota que está sendo martelada.

Tapping com salto de cordas

Tapping com salto de cordas

Assista a seguir ao vídeo com a execução de exemplos de aplicação da técnica salto de cordas, que foi abordada nesta aula:

http://www.youtube.com/watch?v=epdSI_4vskw

Dicas importantes:

  • Faça exercícios de aquecimento (de mãos e dedos) regularmente;
  • Cuidado pois a corda que está sendo evitada deve permanecer estritamente silenciosa;
  • Em caso de dor, pare e retome aos treinos somente quando sentir melhora;
  • Busque sempre pela intensidade de volume no som  produzido.

Um abraço e até a próxima!

brunopalma Cantagalo / RJ | 1 música | 2 batalhas | 3 lições
Em 1997 inicio os estudos no violao popular e em 2002 começou também a estudar guitarra tomando c ...leia mais »
Estudei essa lição 16 estudaram essa lição

Comentários (14)

Comentar
Responder Cancelar

Outras Lições

Tenha aula com os melhores

Buscar